Jornal Sete Dias

Sete Lagoas, 02 de Setembro de 2014
Paranet

Você está aqui: Home

Artigos

Ministério do Trabalho assina NR dos Frigoríficos

É a antiga a discussão quanto à procedência e qualidade da carne e derivados que são comercializados em Sete Lagoas/MG e região. Agora com a Norma Regulamentadora nº 36 (Segurança e Saúde em empresas de abate e processamento de carnes e derivados), assinada em 18/04/2013 pelo MTE – Ministério do Trabalho e Emprego, a situação tende a melhorar, já que se espera uma maior fiscalização dos órgãos competentes e a conscientização dos frigoríficos e demais comerciantes.

A assinatura dessa Norma Regulamentadora já vinha sendo debatida há algum tempo e será um marco importante para a regularização dos frigoríficos e empresas do ramo de processamento de carnes no Brasil. Através dessa NR, o benefício vai para o consumidor que estará ciente das empresas que estão atuando em situação regular, bem como os trabalhadores que irão atuar de maneira sustentável, com saúde e segurança. O empreendedor deverá estar atento para os requisitos da Norma, com a certeza de que estando em situação regular irá contribuir com a segurança e o bem estar social de seus trabalhadores e consumidores, além de criar uma imagem positiva para a empresa.

São objetivos da NR 36, de acordo com o item 36.1.1: "Estabelecer os requisitos mínimos para a avaliação, controle e monitoramento dos riscos existentes nas atividades desenvolvidas na indústria de abate e processamento de carnes e derivados destinados ao consumo humano, de forma a garantir permanentemente a segurança, a saúde e a qualidade de vida no trabalho, sem prejuízo da observância do disposto nas demais Normas Regulamentadoras - NR do Ministério do Trabalho e Emprego".

A Norma Regulamentadora irá avaliar desde aspectos do ambiente do trabalho, manuseio de produtos, máquinas e ferramentas utilizadas, até a análise ergonômica dos trabalhadores. Portanto, deverão estar atentos a essa norma todos os envolvidos na atividade de processamento de carnes e derivados, de maneira que aconteça uma relação saudável entre empregado e empregador, além da participação efetiva da população, ou seja, do consumidor final.

Vejam a notícia completa no site do MTE:
http://portal.mte.gov.br/imprensa/manoel-assina-norma-dos-frigorificos/palavrachave/nr-36-frigorificos-seguranca-e-saude.htm