O América foi muito abaixo do que se esperava, na primeira derrota sob comando de Wagner Mancini

26/04/22 - 09:40

Chico Maia

Para quem estava animado com os últimos resultados do Coelho, depois do retorno do técnico Wagner Mancini, foi um susto. Tomar de 3 a 0 do Santos, ainda que seja na baixada santista, dói e incomoda, muito.

Pelo que li, vi e ouvi, o América não jogou nada, e o Santos também não jogou tanto assim para merecer fazer 3 a 0. A partir daí, passou a administrar o resultado. Perder para o Peixe na Vila Belmiro não é nenhum fim do mundo ou escândalo, mas 3 a 0 foi mais que o Coelhão merecia.

O técnico Wagner Mancini foi bem tranquilo na análise dele:

“Eu acho que tem que servir como lição para que a gente entenda que, às vezes, vai ter certa dificuldade durante a partida, e a gente vai tirar as cartas da manga para que possa ser competitivo em todas as partidas. O cenário vai se modificar, vai enfrentar um time que vai para cima, que é mais rápido. Hoje, o Santos deu a bola para o América, respeitou o América, mas foi mortal a partir do momento em que teve as oportunidades…

O América bobeou um pouco no primeiro tempo, quando teve boas oportunidades e acabou desperdiçando-as. Também foi pouco competitivo no primeiro tempo, perdeu muito a bola, não teve aquele jogo de chegar com bastante gente na frente, que é o forte do América. A gente foi um pouco descaracterizado no primeiro tempo. Na segunda etapa, não. Embora tenha tomado o gol logo no início do segundo tempo, a”.

Fazer o quê, né? Dentro da realidade americana, o negócio é não perder para concorrente contra o rebaixamento e beslicar pontos preciosos contra adversários como desta tarde, principalmente fora de casa.

Próxima parada, o Athletico/PR, que venceu o Flamengo, ontem, por 1 a 0, em sua casa, na Arena da Baixada.

https://www.mg.superesportes.com.br/app/noticias/futebol/america-mg/2022/04/24/noticia_america_mg,3968284/mancini-diz-que-goleada-do-santos-tem-que-servir-de-licao-para-o-america.shtml

Veja Mais