Resumo da ópera cruzeirense: “pelo menos, agora tem um dono, mais difícil de ser roubado”

25/12/21 - 11:02

Como sempre genial, Duke, no O Tempo, de segunda-feira, 20 
Como sempre genial, Duke, no O Tempo, de segunda-feira, 20 

Chico Maia

A definição é de um dos maiores cruzeirenses da imprensa que conheço. O experiente Rodrigo Clemente, fotógrafo da prateleira de cima, de grandes coberturas internacionais. Tive a satisfação de trabalhar com ele na equipe  dos jornais O Tempo e Super Notícia, na Copa do Mundo da África do Sul em 2010.

Assim  como todo cruzeirense que se preze ele está muito abalado com o que o clube vem passando e no atoleiro em que se meteu. Esta semana perguntei a ele sobre a aquisição da Raposa pelo Ronaldo e ele resumiu bem:

_ Se não tinha outro jeito, que bom seja o Ronaldo. Vai injetar um dinheiro para que o clube continue existindo e tem prestígio para atrair parceiros que podem dar consertar as coisas. Pelo menos agora tem um dono, um responsável, que vai tomar conta e ficar de olho para ninguém roubar dele. Todos sabem quem manda. Diferente da forma que era até então, com mais de 500 conselheiros, diretores, afilhados e tudo quanto é gente, que metia a mão e ficava por isso mesmo.

Em Durban, durante da Copa de 2010, Rodrigo Clemente, entre eu e o Rogério Maurício, na época editor -chefe do Super Notícia, depois foi coordenador da Rádio Super e atualmente é um dos comandantes da equipe de imprensa do governo do estado.

***

É por aí!

Veja mais em http://blog.chicomaia.com.br/

Veja Mais