Conselho fiscaliza e aprova fase final das obras da Estação de Tratamento de Esgoto de SL

Sete Lagoas terá todo o seu esgoto tratado ainda este ano, com a fase de testes começando no segundo semestre.

25/05/24 - 08:00

A ETE está localizada no bairro Tamanduá, sentido Embrapa
A ETE está localizada no bairro Tamanduá, sentido Embrapa

Na última sexta-feira, 17 de maio, membros do Conselho de Fiscalização do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) visitaram as obras da futura Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Matadouro e verificaram o avanço significativo dos trabalhos, que estão na fase final.

"O projeto está em estágio avançado e deve começar a operar ainda este ano com grande parte de sua capacidade. Conhecemos também os desafios remanescentes, como desapropriações e a passagem de rede coletora em ferrovias, que são de responsabilidade da União. Estabelecemos uma agenda de trabalho para garantir a excelência na operação da obra," explicou Helisson Paiva, procurador geral do Município e membro do Conselho de Fiscalização do SAAE.

Edmundo Diniz, secretário municipal de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico e Agropecuária, destacou a importância da obra. "Vamos deixar de poluir o Rio das Velhas, o que beneficia não só Sete Lagoas, mas todas as cidades rio abaixo. Trata-se da maior obra ambiental da história de Sete Lagoas, marcando um legado importante da atual administração."

O diretor-presidente do SAAE, Robson Machado, detalhou a fase de testes. "Em cerca de dois meses, iniciaremos a pré-operação com a primeira linha recebendo 60% do efluente da cidade. Ajustaremos os equipamentos e formaremos as bactérias necessárias para a decomposição, um processo que deve levar cerca de três meses. A previsão é de que, até o fim do ano, a ETE esteja operando com 100% de sua capacidade, contribuindo significativamente para a redução da poluição do Rio das Velhas."

Veja Mais