Quando procurar um ortopedista?

10/12/21 - 17:01

Dr. Bruno Paio Barreiros

Uma das queixas médicas mais comuns entre a população brasileira é a sensação constante de dor nas costas e nas articulações. A melhor forma de tratar esses sintomas é se consultando com um ortopedista, que é o médico especialista no assunto. A ortopedia é uma das especialidades mais populares da medicina, sendo requisitada por pessoas de diferentes faixas etárias.

O que faz um ortopedista?
A ortopedia é a área da medicina que se dedica ao diagnóstico e tratamento de lesões e patologias que acometem o sistema musculoesquelético. Ela é a especialidade que cuida de todos os problemas que envolvem os ossos, músculos, tendões, ligamentos e articulações. Como você percebeu, é muito ampla a atuação desse profissional. Por isso, além desta especialidade, é comum encontrar ortopedistas com subespecialidades. Cada área do sistema musculoesquelético tem a sua especialidade, como: joelho, coluna, quadril, ombro e cotovelo, mão e microcirurgia e pé e tornozelo. O especialista em ortopedia está preparado para analisar as queixas dos pacientes, diagnosticar as causas, prescrever medicamentos, indicar tratamentos e até realizar procedimentos cirúrgicos.

Quando preciso procurar esse especialista?
A resposta é bem abrangente. Um ortopedista deve ser consultados nos casos de incômodo na coluna vertebral, no joelho, quadril, membros superiores, pé ou tornozelo. A seguir, irei especificar as principais causas que são analisadas por nós.

Dor nas costas - Esse talvez seja principal queixa nos consultórios. Afinal, quem nunca sofreu com dor nas costas? Porém, em alguns casos, não há a necessidade de tratamento, pois pode desaparecer em poucos dias. Quando permanecem por um longo tempo, indicam a presença de algum distúrbio. A dor nas costas costuma ocorrer em função de uma lesão muscular, que pode ser causada pela postura inadequada, pelo levantamento excessivo de peso ou por um mau jeito. A consulta médica deve ser realizada o quanto antes para evitar que a dor se transforme em uma incapacidade física. Existem diversas patologias que apresentam esse sintoma, sendo mais frequente, a lombalgia, artrose, hérnia de disco e escoliose.

Dor no quadril - A dor no quadril é um sintoma frequente em esportistas que estejam na faixa etária de 40 a 50 anos de idade. Em alguns casos, essa dor pode refletir da virilha ou ter relação com problemas mais graves. Um desses problemas é a síndrome do piriforme, uma inflamação que acomete o nervo ciático. Outra possibilidade é a artrose no quadril, um desgaste da articulação da região.

Doenças crônicas - As pessoas que possuem histórico familiar de alguma doença crônica que afete o sistema musculoesquelético precisam ser avaliadas por um especialista em ortopedia. Algumas doenças se agravam com o avanço da idade, tais como, a osteoporose e a osteopenia. Nesses casos, o médico pode realizar uma densitometria óssea para avaliar o grau de comprometimento das estruturas do paciente. Outras doenças crônicas comuns são a tendinite e a bursite, que podem afetar tanto as mãos quanto os ombros e joelhos.

Traumas - Na ocorrência de traumas de natureza ortopédica, é imprescindível que a vítima se consulte com um ortopedista. Em alguns casos, quando não há um cuidado por parte do paciente, os sintomas do trauma voltam a serem sentidos no futuro, mesmo após um longo período. Quando o tratamento é feito de forma correta, não é normal essa recidiva. Por isso, é necessária uma imediata avaliação ortopédica. Esses são os sintomas mais recorrentes e que indicam a necessidade de procurar um ortopedista para ser avaliado.

imagem