Infestação de focos da dengue chega a 5% e já preocupa em Sete Lagoas

31/01/20 - 16:58

O primeiro LIRAa, levantamento para identificar o índice de infestação predial do Aedes aegypti, apresentou resultados que deixam a cidade em estado de alerta. O índice geral está em 5% de infestação, demonstrando a presença de larvas do mosquito da dengue em cinco de cada 100 imóveis visitados. O índice não deve passar de 1%. Bairros com infestação: Montreal, Canadá, Jardim Arizona, Nossa Senhora do Carmo I, Manoa, JK, Ondina V. de Oliveira, Jardim dos Pequis, Nossa Senhora das Graças, Santa Luzia, Boa Vista, Santo Antônio, Verde Vale e Luxemburgo. 

 

imagem

 

De acordo com o gerente do Controle da Dengue no município, Adriano Marcos, em alguns bairros a infestação apresenta índices acima de 5%, colocando esses locais em situação de risco. “Equipes constataram que 90% dos criadouros encontrados neste levantamento estão dentro dos domicílios, principalmente em tambores e reservatórios de água localizados ao nível do solo, além de vasos, pratos de plantas, bebedouros de animais dentre outros”, conta. O levantamento foi realizado entre os dias 6 e 10 de janeiro de 2020.

 

imagem

 

EPIDEMIA

Em 2019 foram notificados 10.785 casos suspeitos de dengue, sendo 7.785 confirmados e 2.940 descartados. Ainda foram notificados 39 casos suspeitos de zika: 16 casos em gestantes e 23 casos na população em geral, mas todos descartados. Houve 11 notificações de chikungunya, sendo um caso confirmado e dez descartados. Em 2020 já são 56 casos suspeitos de dengue. “O período chuvoso é quando o Aedes aegypti encontra as melhores condições para se reproduzir, por ser a época mais propícia ao acúmulo de água parada”, alerta Adriano Marcos. 

 

VAMOS COMBATER A DENGUE: DICAS

• Mantenha os tambores sempre tampados, é um dos criadouros onde mais é encontrado o foco do mosquito em nosso município.

• Retire os pratinhos dos vasos de plantas ou coloque areia neles e não deixe que água se acumule nas folhas das plantas.

• Lave as vasilhas de água dos animais domésticos semanalmente com água, bucha e sabão.

• Verifique se há algum ralo entupido ou caixa de passagem na casa e mantenha todos fechados quando estiverem fora de uso.

• Retire folhas e outros tipos de sujeira que impeçam o fluxo da água em calhas.

• Mantenha a caixa d’água sempre limpa e tampada.

• Guarde as garrafas e baldes vazios de cabeça para baixo, galões, tonéis e latas devem ser mantidos vedados.

• Pneus devem ser guardados em locais cobertos, onde não fiquem expostos à chuva.

• Limpe sempre as bandejas de geladeira, umidificador e do ar-condicionado, retirando a água acumulada.

• Se você tem piscina em casa, limpe-a semanalmente e aplique cloro.

• Evite acumular lixo e entulho no quintal. Na hora do descarte, feche bem os sacos e mantenha a lixeira tampada.

• Puxe com rodo qualquer poça d’água acumulada sobre lajes sem telhado. 

 

Celso Martinelli