Ao anoitecer

11/04/21 - 08:09

Padre Evandro Bastos

    Aquele “dia que o Senhor fez para nós”, escureceu. É assim mesmo: o dia não dura para sempre. Uma hora vai escurecer! A noite vem, e teremos que enfrentá-la. Seria uma ilusão pensar que os dias de serenidade, tranquilidade e conquistas, durariam para sempre. Os desafios não demoram a chegar. O medo e o desequilíbrio aparecem. Não temos o controle sobre todas as coisas.

    A tradição nos ensina que são 50 dias de festa pascal. Muito tempo! Sei que todo nosso viver deveria ser pascal, mas a realidade não é assim. Vivemos tempos em que o desafio de 15 dias de isolamento, tentando diminuir o contágio do vírus, é tempo demais. Logo, o tempo pascal fica limitado ao ritualismo litúrgico, distante da concretude da vida que escurece rápido e exige enfrentamentos novos.

    Acredito que somos capazes de reanimar o coração e fortalecer as esperanças ao longo de todos os dias. Para tanto, é urgente estar focado na alegria da missão, no entusiasmo em defesa da vida, na centralidade daquilo que é verdadeiramente importante. Precisamos estar mais unidos para não nos perdermos nos nossos interesses mesquinhos, pensando no coletivo, e entranhados no chão da realidade. Caso contrário, falamos fora do mundo e não dizemos nada ao coração humano.

    Em função disso a dúvida de Tomé ensina muito nesses nossos dias. Ela é fruto da escuridão da noite enfrentada sozinho. A força da comunidade é que inspira ressurreição. Estar junto com os irmãos e irmãs, na diversidade, nas diferenças, no diálogo, preparados e abertos ao debate que ensina e faz crescer novos conhecimentos de paz e realização, é essencial.

    Esse é o Domingo da Misericórdia! Segunda semana da Páscoa, revelando um lado incrível do amor de Deus conhecido em Jesus Cristo. Por outro lado, desmascara a decadência de uma humanidade que facilmente duvida desse amor, se fecha, perde a experiência comunitária e se desorganiza. Seguir o caminho pascal é desafio constante. Formar comunidade e insistir nessa organização é Páscoa, é misericórdia, é caminho para que “A paz esteja com vocês”.