Boas Novas – Humilhar-se e pedir ajuda

12/09/21 - 09:04

Fátima Massula

“Ei, meus amigos, venham aqui comigo. É que estou angustiado. Sabe aquele pior tipo de tristeza possível? É o que eu estou sentindo e preciso de vocês para me ajudar a orar. Será que posso contar com vocês neste momento tão difícil?” 

Consegue imaginar alguém fazendo um pedido destes? Em que tipo de pessoa você pensa? Talvez pense num menino pequeno e frágil, que teve que se humilhar a esse ponto. Talvez uma menina menos popular da escola, que todos rejeitam. Pois é, mas quem fez um pedido desses foi ninguém mais, ninguém menos, do que nosso Senhor Jesus, o filho de Deus. Este relato está em Marcos 14: 32-36. Foi Ele que foi sincero o suficiente para falar assim aos seus amigos. E os amigos, quem eram? Três de Seus discípulos, que O enxergavam como Mestre, como Aquele que operou os mais impressionantes milagres. Um deles era pescador, que tinha o costume de falar na hora errada. Os outros dois eram chamados de filhos do trovão e até já tinham pedido a Jesus que mandasse descer fogo do céu sobre algumas pessoas. Agora imagina Jesus, o grande mestre fazendo um pedido humilde de socorro. Parece humilhante, não? Mas Ele fez isso. Ele foi sincero sobre Seus sentimentos, não fingiu estar tudo bem para manter a aparência. Ele fez o que tinha de ser feito para cuidar de Seu coração e seguir Seu caminho. Além da coragem de ser sincero com seus companheiros de caminhada, Ele chegou até Deus, o Soberano, e repetiu três vezes a mesma oração: “Meu Pai, se é possível, que passe de mim este cálice”. Naquele momento, Ele não se dirigiu a Deus como o Soberano dos reis da terra, mas como Seu Pai. Assim, Ele foi tão sincero sobre Seus sentimentos e pedidos para o grande Deus quanto tinha sido para os pequenos discípulos. 

Sabemos que estamos vivendo momentos difíceis. Para todo mundo é difícil se mostrar fraco e necessitado, ainda mais quando pensamos que Deus e as pessoas se decepcionariam com esse nosso outro lado – o lado mais humano, frágil, mortal. Mas, se Jesus, o mais divino de todos os homens, não teve vergonha de fazer isso, que tal você também tomar esse passo de coragem e se abrir para as pessoas que estão a seu lado e podem ajudar você? E seja sincero com Deus também. Ele é seu Pai. Amém!
 

Veja Mais