Boas Novas - O pedido desesperado de um pai

08/08/21 - 08:35

Fátima Massula Dutra

Certa vez, Jesus voltou para o lado oeste do lago e muitas pessoas foram se encontrar com ele na praia. Um homem chamado Jairo, chefe da sinagoga, foi e se jogou aos pés de Jesus, pedindo com muita insistência: “A minha filha está morrendo! Venha comigo e ponha as mãos sobre ela para que sare e viva! E Jesus foi com ele. Uma grande multidão foi junto e o apertava de todos os lados.” Marcos 5:21-24.

Você pode até achar que Jesus está sempre ocupado com mil coisas, pois tem o universo, o mundo e todas as pessoas para lidar diariamente. Mas Ele sempre terá tempo para ouvir você. Se você perceber, pai ou mãe, que seu filho está doente, procure Jesus. Não tenham receio de ir até Ele. Ele os espera. Jairo era uma autoridade, o que fazia dele um homem importante e respeitado na cidade. Mesmo assim não teve vergonha de se jogar no chão e pedir ajuda. Ele não estava preocupado com sua reputação, mas estava preocupado com sua menina. Jairo, o pai da filha doente, deixou sua posição e foi até o chão. Ele se humilhou e seu orgulho foi derretido. Jesus mesmo fez isso quando deixou a glória para interceder pela humanidade. Antes que sejamos um Jairo a interceder por nossos filhos, Jesus o foi. Jesus foi o grande Jairo que se humilhou por causa da humanidade. 

Jairo não fez um pedido de modo corriqueiro e leve. A palavra de Deus faz questão de registrar que Ele pediu com muita insistência. Isso revela, em primeiro lugar, desespero. Jairo estava desesperado porque Jesus estava ali e sua filha doente estava em casa. Onde Jesus não está, não há esperança, a vida está por um fio, tudo acaba e morre. Pedir com muita insistência significa rogar, suplicar de forma persistente e continuada. Precisamos revelar para Jesus exatamente o que está acontecendo. Como médico dos médicos, que tem o poder da cura, Ele precisa conhecer o estado do paciente. A filha de Jairo não estava resfriada, mas estava morrendo. Jairo discerniu a situação. Os pais precisam saber o que está acontecendo com seus filhos doentes no corpo, na alma e no espírito (1 Tessalonicenses 5:23). Conhecer o real estado dos filhos nos levará a suplicar. Se os pais suplicarem para que Jesus vá até sua casa, Ele irá. Jairo suplicou, e Jesus foi com ele. Jesus foi! Aleluia!
 

Veja Mais