Vitória convincente do Atlético, com direito as grandes exibições de Nacho e Hulk, além de muitos erros da arbitragem

13/06/21 - 19:58

Foto: @Mineirao
Foto: @Mineirao

Chico Maia

Anderson Daronco é um dos melhores árbitros do país, mas foi mal esta tarde, deixando o pau cantar em cima do Galo. O São Paulo é um dos candidatos ao título, ótimo elenco e muito bem comandado pelo argentino Hernán Crespo.

O Galo fez partida muito boa, consciente, atacando e defendendo com segurança. Nacho foi o maestro em campo e contou com a solidariedade dos companheiros, já que jogou de luto, pela perda da avó em Buenos Aires. Fez questão de jogar. Hulk novamente sobrou em campo. Gigante no tamanho, na vontade e na qualidade do futebol. Cercado o tempo todo, apanhou muito, sem apelar. No intervalo, desceu as escadarias para o vestiário mancando e amparado, levantando dúvidas se voltaria para o segundo tempo. Voltou e continuou utilíssimo ao time.


Jair, grande partida e o gol, aos 16 minutos do primeiro tempo.

Fred Ribeiro, do Globoesporte.com, fez observação interessante sobre esta ótima foto postada pelo twitter do Mineirão:


@fredfrm “Que imagem no duelo Atlético x São Paulo. Hulk marcado por três. Puxa de um lado, entrelaça o braço. #trmineirao”.

Próximo jogo do Galo, contra o Internacional, quarta-feira, 19 horas no Beira-Rio.

Veja mais em chicomaia.com.br .

América não foi mal; o Flamengo é que tem ótimo elenco. Reação precisa começar quinta, contra o Cuiabá

Flamengo jogou sem cinco titulares e Bruno Henrique abriu o placar aos 23 do primeiro tempo.

O Coelho jogou com personalidade. Tentou jogar e obviamente deixou espaços para o Flamengo jogar. Com a diferença da qualidade dos elencos, só mesmo uma zebra para que obtivesse um resultado melhor. Como as zebras estão cada vez mais sumidas do campos de futebol, deu a lógica, sem maiores problemas para o time carioca. Aos 23 minutos de jogo, num contra ataque armado pelo Vitinho, Bruno Henrique fez 1 a 0, tirando a bola do goleiro Cavichioli que saiu bem do gol. Mas, grandes jogadores como ele, sabem tirar a bola do goleiro e acertar as redes. Ganha salário muito superior aos colegas de profissão por isso.

O segundo gol também foi de contra ataque e novamente puxado por Vitinho. Aos 21 minutos, Rodrigo Muniz recebeu pela direita e soltou uma bomba. Contou com a ajuda do Cavichioli. Um chutaço, mas plenamente defensável.

Três jogos, três, derrotas do Coelho, que tem que reagir na próxima rodada, quando pega o Cuibá, quinta-feira, no Independência.

Veja Mais