Prevenção ocular na Diabetes 

29/01/21 - 08:04

Mapeamento de retina
Mapeamento de retina

DRA. FERNANDA VIEIRA

O QUE É A RETINOPATIA DIABÉTICA? 
A doença ocular provocaa pela Diabetes se chama Retinopatia Diabética. A alteração da glicose provoca o enfraquecimento dos vasos sanguíneos da Retina. Ocorre formação de hemorragias e edema (inchaços) no fundo do olho.  A retina é um tecido que recobre a parte interna do olho, conhecida como fundo do olho, e nela se encontra a mácula, uma região nobre responsável pela visão. Na Retinopatia, a principal causa de baixa visual é o edema macular, podendo estar presente desde as fases iniciais da retinopatia.

O QUE LEVA à DOENÇA?
Quanto maior o tempo de diabetes, maior o risco. A gravidade da retinopatia aumenta com o tempo de diabetes e com o controle glicêmico inadequado. Por isso, recomendamos que todo paciente com diagnóstico de DM tipo 1 ou 2 procure  o médico oftalmologista.

Gestação, puberdade e melhora rápida do controle glicêmico em pacientes mal controlados podem acelerar a evolução da Retinopatia.

QUANDO DEVO PROCURAR UM OFTALMOLOGISTA? 
A primeira consulta com oftalmologista deve acontecer logo após o diagnóstico do diabetes. Mesmo que o paciente apresente boa visão, a retinopatia diabética pode estar se manifestando de maneira silenciosa. 

O acompanhamento com retinólogo, médico oftalmologista especialista em retina, é uma das medidas mais importantes para saúde ocular de quem tem diabetes.  A rotina de exames e o  tratamento variam conforme o controle da glicose e a presença ou não de alterações no fundo de olho. 

EXAMES COMPLEMENTARES
Os exames oftalmológicos para avaliar e acompanhar a Retinopatia são : 
•    O mapeamento de retina e a retinografia: mostram como está de maneira geral o fundo do olho
 

imagem
Retina Normal e Retinopatia Diabética com hemorragias e edema em fundo de olho
•    A angiofluoresceinografia: necessita que um contraste específico seja injetado no braço do paciente e nos mostra como estão os vasos sanguíneos que irrigam a retina
•     A tomografia de coerência óptica ( OCT):  funciona como uma biopsia das camadas retinianas de forma não invasiva
•    O ultrassom nos ajuda principalmente nos casos graves onde há descolamento de retina ou hemorragia vítrea.

TRATAMENTO 
O tratamento consiste no controle da glicose e nas intervenções oftalmológicas: 
•    Fotocoagulação a laser na retina
•    Aplicações de injeções intravítreas
•    Cirurgias retinianas

O diagnóstico e o tratamento precoces proporcionam melhores resultados visuais, menor custo econômico, além de melhor prognóstico em longo prazo.

Cuide-se!
imagem