Quando devo fazer o check-up oftalmológico?

27/11/20 - 08:19

Prevenir doenças também é promover saúde. Assim como realizamos exames de rotina do coração, de sangue, tanto adultos quanto crianças precisam realizar o exame ocular. 
Problemas visuais diferentes ocorrem em diferentes etapas da vida. Portanto, o exame oftalmológico  é direcionado de acordo com as principais doenças que podem acometer o indivíduo naquela idade.


De uma maneira geral, recomendamos o check-up anual; porém, em casos especiais como portadores de diabetes, glaucoma, usuários de lentes de contato ou pós-operados, a frequencia das consultas é individualizada. 


OS CUIDADOS COMEÇAM NA MATERNIDADE

90% da visão se desenvolve nos primeiros anos de vida. Qualquer alteração durante esta fase, que não tenha sido corrigida, pode acarretar prejuízos irreversíveis. O primeiro exame oftalmológico deve ser realizado ainda no berçário, pelo pediatra. Quando não puder ser realizado na maternidade, a criança deverá ser encaminhada ao médico oftalmologista. O Teste do olhinho consegue detectar doenças como a catarata e glaucoma congênitos, retinopatia da prematuridade e o retinoblastoma.

0-2 ANOS

A Sociedade Brasileira de Oftalmologia Pediátrica sugere um novo exame a cada 6 meses, durante os dois primeiros anos de vida.

IDADE ESCOLAR 

A criança não sabe informar que não está enxergando bem. Nessa idade pode aparecer estrabismo(olho torto), miopia, hipermetropia e astigmatismos. Quando não tratados, prejudicam o rendimento escolar, a concentração e, nos casos mais graves, levam à ambliopia ou olho preguiçoso.

ADOLESCÊNCIA E INÍCIO DA VIDA ADULTA

Devemos pesquisar a miopia, o ceratocone, doença que provoca o aumento da curvatura da córnea, e queixas relacionadas ao uso constante de telas de tablets e smartphones.
O uso prolongado de tablets, smartphones, computador também causa sintomas como cansaço visual, ardor nos olhos, dor de cabeça e visão embaçada. 

APÓS OS 40 ANOS

Surge a presbiopia ou vista cansada. As pessoas tendem a afastar os objetos para ler, sendo necessário o uso de correção para perto.
Também iniciamos a prevenção ao glaucoma, especialmente nos indivíduos que possuem alguma pessoa na família com a doença.  
Nas pessoas com alteração da glicose ou diabetes, o fundo de olho se torna fundamental para o diagnóstico da retinopatia diabética. O fundo de olho no diabético deve ser feito, no mínimo, uma vez ao ano!

TERCEIRA IDADE 

Aqui, o exame é direcionado para o diagnóstico e tratamento de doenças da senescência como o glaucoma, a catarata e o DMRI. 
O glaucoma é uma doença do nervo óptico relacionada ao aumento da pressão ocular.
 A catarata é a opacidade no cristalino, lente natural dos olhos. Faz parte do envelhecimento de nosso sistema. Seu tratamento é unicamente cirúrgico. Não existem, ainda, colírios ou outras medicações que retardam o seu aparecimento. 
 DMRI(degeneração macular associada à idade) afeta a mácula, área central onde é formada a visão, ocasionando perda visual progressiva. 

 

imagem

Dra. Fernanda Vieira de Souza 
Oftalmologista Geral 
(31) 3775-2047   | (31) 9.8545-8870
Instagram: @drafernandaoftalmologista