Search
Anuncio #1
Anuncio #2
Anuncio #3

Conferência Municipal de Saúde define propostas para fortalecer o SUS em Sete Lagoas

Evento reúne sociedade e autoridades para discutir estratégias de melhoria no Sistema Único de Saúde.

Imagem: Prefeitura de Sete Lagoas

Todos os segmentos da sociedade foram convidados para participar da 1ª Conferência Municipal de Gestão de Trabalho e Educação na Saúde de Sete Lagoas. O fórum de debates reuniu um público representativo no auditório do Unifemm nesta quarta-feira, 5 de junho. O tema principal foi “Democracia, Trabalho, Educação na Saúde para o Desenvolvimento: Gente que faz o SUS acontecer” e a Prefeitura teve destacado papel como principal agente da saúde pública local.

O prefeito Duílio de Castro, o vice-prefeito Dr. Euro de Andrade e o secretário municipal de Saúde, Dr. Marcelo Fernandes, representaram o Município na mesa principal do evento. Eles destacaram ações da administração e também ressaltaram a importância da conferência na formulação de estratégias do Sistema Único de Saúde (SUS). “Um círculo de palestras e debates fundamental para a construção de diretrizes para o sistema de saúde. Um apoio importante para fazer uma administração mais eficiente”, destacou Duílio de Castro. “Agradecemos a participação de nossos colaboradores e a ativa atuação do Conselho Municipal de Saúde. Um espaço com direcionamento único para melhorar o nosso sistema”, completou Dr. Marcelo Fernandes. 

A proposta de democratizar a decisão que define os rumos da política de saúde pública é abrangente e vai muito além do cenário local. Gestores, trabalhadores da área e usuários apontam propostas que também chegarão a outros níveis do poder público. “São orientações que chegarão ao Estado e à União, refletindo diretamente na melhoria do SUS em Sete Lagoas”, explica Dr. Euro de Andrade.

A conferência teve três eixos temáticos que foram amplamente debatidos: democracia, controle social e o desafio da equidade na gestão participativa do trabalho e da educação em saúde; trabalho digno, decente, seguro, humanizado, equânime e democrático no SUS: uma agenda estratégica para o futuro do Brasil; educação para o desenvolvimento do trabalho na produção da saúde e do cuidado das pessoas que fazem o SUS acontecer: a saúde da democracia para a democracia da saúde.

De cada eixo saíram propostas definidas pelos grupos de trabalho. Também foram eleitos delegados que representarão o município na Conferência Estadual. Tudo de maneira democrática e transparente. “A conferência é ampla, participativa e produtiva, tudo em prol do melhor atendimento do usuário da saúde pública. Agradeço a participação de todos que entenderam a importância deste processo”, comentou Alexandre Ribeiro, presidente da Mesa Diretora do Conselho Municipal de Saúde.

Imagem: Prefeitura de Sete Lagoas

Também foram destaque as palestras de Maria Izabel Pereira Braz com o tema “Democracia, controle social e o desafio da equidade na gestão participativa do trabalho e da educação em saúde” e de Jean Carlos dos Santos Barrado sobre “Trabalho digno, decente, seguro, humanizado, equânime e democrático do SUS: uma agenda estratégica para o futuro do Brasil”. Estiveram presentes o presidente da Câmara Municipal, vereador Caio Valace, Janderson Avelar, vereador presidente da Comissão de Saúde da Câmara Municipal, Alber Alípio, coordenador da Atenção Primária da Secretaria Municipal de Saúde, e servidores municipais de todos os níveis da área de saúde.

Anuncio #1
Anuncio #2
Anuncio #3