Search
Anuncio #1
Anuncio #2
Anuncio #3

Partido Novo tem mais um pré-candidato a prefeito em Sete Lagoas

Egmar Gonçalves é presidente do Partido Novo Foto: arquivo pessoal

Em sua primeira eleição municipal em Sete Lagoas, o Novo tem quatro pré-candidatos a prefeito da cidade. A informação é do presidente local da legenda, Egmar Gonçalves, que confirmou o nome do empresário Newton Miranda (Multiprojetos), que se junta a José Roberto da Silva, que foi o primeiro nome lançado, e a Juninho Sinonô e Saulo Calazans, lançados posteriormente.

Em entrevista ao jornal SETE DIAS, que circula hoje nas bancas, o subsecretário de Estado de Agricultura do governo de Minas, sete-lagoano Caio Coimbra, falou sobre as estratégias de campanha e perspectivas de futuro de Sete Lagoas.

A propósito, Coimbra é filiado ao Novo da cidade, mas não é o presidente, conforme informou o jornal.

Aqui a entrevista na íntegra:

NOVO 2024: presidente Caio Coimbra revela os planos do partido para Sete Lagoas

Foto: arquivo pessoal

Em entrevista ao SETE DIAS, o subsecretário de Estado de Agricultura e ex-presidente do Partido Novo na cidade, fala sobre desafios, expectativas e a preparação para o pleito deste ano.

Por Roberta Lanza

O sete-lagoano Caio Coimbra é subsecretário de Agricultura do governo de Minas. Em entrevista ao SETE DIAS, ele compartilha suas impressões sobre as eleições municipais de Sete Lagoas e as expectativas para o futuro político do partido.

SETE DIAS: Como está sendo a experiência do Novo em sua primeira participação nas eleições municipais de Sete Lagoas?

CAIO COIMBRA: Estamos com um grupo bem focado, que quer fazer uma diferença positiva para a cidade. Temos conversado com partidos e lideranças que possuem alinhamento ideológico semelhante ao do Novo, porque sabemos que ninguém governa sozinho. Sem dúvidas, viremos fortes para o pleito de 2024 com o apoio da sociedade sete-lagoana, que anseia por mudanças há muito tempo.

SD: Qual é a sua visão sobre o quadro eleitoral com o lançamento de três pré-candidatos? Como isso impacta a estratégia do partido?

CAIO COIMBRA: Temos atualmente grandes quadros dentro do partido. Pessoas sérias, competentes e que Sete Lagoas deu a oportunidade de ter uma vida de sucesso. Posso citar aqui Saulo Calazans, José Roberto, Juninho Sinonô, Dóris Andrade, Heloísa Frois, e muitas outras pessoas que estão filiadas ao Novo e que participarão do pleito de 2024. Essas pessoas querem retribuir à sociedade, entregando uma melhor gestão e uma cidade ainda mais bonita, melhor cuidada, onde a população tenha serviços de saúde, educação, segurança, e todas as questões básicas atendidas como merecem. Na convenção partidária, faremos a escolha por aqueles que possuírem melhores condições eleitorais, o que nos dá uma boa capilaridade.

SD: Como você enxerga Sete Lagoas atualmente, tanto em termos de desafios quanto de oportunidades?

CAIO COIMBRA: Sete Lagoas é uma cidade linda, de gente trabalhadora, que carece de uma administração focada no desenvolvimento sustentável, na geração de emprego, renda e oportunidade para as pessoas. Várias administrações anteriores poderiam ter feito mais pela cidade, mas ficaram devendo. Ao longo de quatro anos, os impostos municipais cobrados da população aumentaram significativamente, mas não consigo enxergar grandes mudanças positivas nos serviços prestados. Sabemos que há um problema crônico nas questões que envolvem a qualidade do asfalto, que precisa de um planejamento de médio a longo prazo para ser solucionado. Temos um grande potencial turístico inexplorado e somos referência em agricultura urbana, mas nossas hortas hoje precisam de mais apoio, pois atendem uma grande quantidade de famílias que dali tiram o sustento do dia a dia. São oportunidades que vamos colocar no nosso plano de governo.

SD: Você acredita que o partido Novo perdeu espaço por não ter participado na última eleição municipal na cidade?

CAIO COIMBRA: O Novo poderia estar muito mais à frente, mas decisões erradas da direção nacional da época foram, felizmente, corrigidas pela atual gestão, e bons frutos já estão sendo colhidos em todo o país. Em relação a Sete Lagoas, esperamos fazer uma boa bancada de vereadores, elegendo três. Quanto ao executivo, temos nomes fortes e competentes que poderão estar na cabeça de chapa ou numa composição de centro-direita para colocar a cidade de volta aos trilhos.

SD: Como está a preparação da chapa de vereadores? Já está completa ou ainda há vagas a serem preenchidas?

CAIO COIMBRA: O Novo auxilia as pessoas que querem se candidatar oferecendo o processo de formação chamado Jornada 2024. Nele, pré-candidatos a vereadores, vice-prefeito e prefeito são formados para executar um mandato de acordo com as diretrizes partidárias, respeitando e atendendo os anseios da população.

SD O partido conseguirá preencher a cota de mulheres candidatas nas eleições municipais de Sete Lagoas?

CAIO COIMBRA: Essa é a parte que me deixa mais feliz e nos enche de orgulho. A participação feminina é bem grande hoje na chapa do Novo. Não vamos revelar por enquanto, por estratégia política, mas as mulheres do Novo farão um grande sucesso nessa eleição e serão um percentual muito considerável da chapa.

SD: O Novo vai contar com o apoio aberto do governador Zema na cidade? O mesmo fez o bastante pela cidade e região para alavancar a disputa do partido pela prefeitura?

CAIO COIMBRA: As estratégias de participação do governador nas campanhas políticas deste ano ainda estão sendo definidas, mas por óbvio, onde tem candidato do Novo, o governador estará apoiando. O governo Zema/Prof. Mateus é o melhor da história, pegaram terra arrasada e colocaram o trem nos trilhos. Todos os prefeitos voltaram a receber os repasses do estado em dia e foi pago inclusive os atrasados. Mas o destaque principal é o Hospital Regional, que deverá ser entregue antes do final desse governo, fornecendo saúde de excelência para a população.

SD: O Novo, por ser um Partido Neoliberal, tem a intenção de privatizar o SAAE?

CAIO COIMBRA: Ainda não foi concluído o plano de governo, mas uma coisa é certa: as empresas estatais precisam ser mais eficientes e gerar melhores serviços para a população. Essa é a filosofia do liberalismo econômico, que, por sinal, é a saída para que os países, estados e municípios se tornem prósperos.

SD: Para você, como sete-lagoano, que sempre vem visitar a família na cidade, quais são as prioridades a serem atacadas pelo próximo prefeito?

CAIO COIMBRA: Apesar de estar há um longo tempo fora da cidade, pelo menos dois ou três finais de semana por mês eu vou a Sete Lagoas. Ver meus pais, a família, a cachorra (que fica aos cuidados da minha mãe) e os amigos é uma doce rotina da qual não abro mão. O que mais salta aos olhos é o problema com o asfalto de péssima qualidade, e em muitos bairros há crateras impedindo o bom tráfego. O potencial turístico pouco explorado é um ponto que também me incomoda. As lagoas, a Serra de Santa Helena, grutas e outras atrações poderiam movimentar mais recursos na cidade e ajudar na geração de emprego e renda. A falta de gestão eficiente é geral e vem de uma longa data, pois grande parte dos problemas da cidade poderiam ser resolvidos com melhor tomada de decisão e vontade política.

Anuncio #1
Anuncio #2
Anuncio #3