Search
Anuncio #1
Anuncio #2
Anuncio #3

Una Sete Lagoas, ONG Engenheiros Sem Fronteiras e Prefeitura se unem por moradias mais dignas

Atuar em Sete Lagoas promovendo melhorias pontuais e específicas em habitações familiares carentes através da execução de reformas civis residenciais visando proporcionar moradia adequada e humanizada. Este é o objetivo do projeto de extensão “Engenharia do Bem & Arquitetura Solidária”, dos cursos de Engenharia Civil e Arquitetura da Una Sete Lagoas, em parceria com a ONG Engenheiros Sem Fronteiras e a Prefeitura de Sete Lagoas, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS).

Para acertar os detalhes da parceria, uma reunião com integrantes da iniciativa foi realizada na manhã desta quinta-feira, 6 de junho, na Una Sete Lagoas. De acordo com a coordenadora da Faculdade, Ana Cristina Mendes, trata-se de uma ação junto à comunidade que possibilita compartilhar, com o público externo, o conhecimento adquirido por meio do ensino e da pesquisa desenvolvidos na instituição. “Este projeto de extensão foi criado para abordar temas e direcionar ações voltadas à prática da Engenharia Popular em melhorias habitacionais em comunidades carentes sete-lagoanas”, explica.

Mãos à obra
“A Secretaria de Assistência Social vai identificar potenciais habitações de famílias carentes, utilizando parâmetros socioeconômicos vigentes na administração pública, de acordo com os critérios do CAD Único”, detalha a secretária da pasta, Luciene Teixeira. Segundo a gestora, após identificadas as moradias aptas para receber as reformas, um time formado por coordenação, professores orientadores e docentes apoiadores convidados (especialistas) da Faculdade Una Sete Lagoas, junto com representantes da ONG Engenheiros sem Fronteiras, visitará as residências.

No escopo dos trabalhos, estão: avaliar juridicamente a situação do imóvel; definir área, cômodo ou espaço físico que receberá as benfeitorias; avaliar a viabilidade técnica (estrutural, hidráulico, elétrico e arquitetônico); elaborar o projeto civil-arquitetônico; descrever a lista de materiais de construção e definir recursos necessários (incluindo ferramentas e mão de obra).
Os materiais de construção necessários para a execução da obra serão doados pelas empresas parceiras do projeto. Um dos parceiros já confirmados é a Ideale Acabamentos. “A mão de obra, bem como as ferramentas necessárias para a execução do projeto, serão levantadas através de voluntariado comunitário com a participação direta da família a ser assistida e lideranças comunitárias locais”, frisa Ana Cristina.

Participaram da reunião, além de Ana Cristina e Luciene Chaves, o arquiteto e professor Flávio Vieira, o engenheiro e professor Alexandre Diniz, a diretora geral da ONG Engenheiros sem fronteiras núcleo de Sete Lagoas Hellen do Santos Rocha, a diretora jurídico-financeira da ong Nayara Boa Ventura e, pela SMAS, os assessores Tales Gutemberg e Mariana Marques de Souza.

Ascom Prefeitura de Sete Lagoas

Anuncio #1
Anuncio #2
Anuncio #3