Search
Anuncio #1
Anuncio #2
Anuncio #3

Dia Mundial do Doador de Sangue: bancos de sangue de Sete Lagoas estão com estoques baixos

Como uma simples atitude sua pode salvar tantas vidas

Os bancos de sangue de Sete Lagoas estão enfrentando uma situação crítica em seus estoques, especialmente em relação aos tipos sanguíneos O negativo e A negativo. Esses tipos encontram-se em níveis preocupantemente baixos, colocando em risco os atendimentos de urgência e cirurgias que dependem desses tipos específicos de sangue. Além disso, outros tipos sanguíneos estão em estado de alerta, demandando uma atenção especial da comunidade para reforçar as doações durante este período desafiador.

Desafios do Período de Baixas: Baixas Temperaturas e Férias Escolares

Os meses de Junho e Julho são marcados não apenas pelo início do inverno e das baixas temperaturas, mas também pelo período de férias escolares. Esses fatores contribuem significativamente para a diminuição no número de doadores de sangue, resultando em uma redução drástica nos estoques dos bancos de sangue. É essencial que a comunidade esteja ciente desses desafios sazonais e intensifique seus esforços para garantir um suprimento adequado de sangue durante todo o ano, especialmente nos momentos de maior escassez.

Em uma entrevista exclusiva, a Biomédica do HNSG, Nilza Cláudia Aureliano destacou a importância crucial da doação voluntária de sangue. Segundo ela, “doar sangue é mais do que um simples gesto de solidariedade; é um ato que salva vidas e mantém os serviços de saúde funcionando de forma eficaz. O sangue coletado é utilizado em uma variedade de situações, desde atendimentos de emergência até o tratamento de doenças crônicas, demonstrando sua relevância incontestável para o sistema de saúde como um todo.”

SAIBA MAIS SOBRE DOAÇÃO DE SANGUE E SEJA TAMBÉM UM DOADOR VOLUNTÁRIO! 

SUA ATITUDE SALVA VIDAS!

*Quem pode doar sangue?

Pessoas com boa saúde, com peso acima de 50 Kg, e que tenham entre 16 e 69 anos. Não ter tido hepatite após os 11 anos de idade também é um requisito importante. Além disso, é necessário apresentar um documento original e oficial de identidade que contenha foto, filiação e assinatura. Jovens de 16 e 17 anos podem doar se estiverem acompanhados do responsável legal ou portanto autorização dele.

*Quais são as regras específicas para quem tem 16 e 17 anos?

Jovens de 16 e 17 anos poderão doar se estiverem acompanhados do responsável legal ou portanto autorização dele.

*Quem não pode doar sangue?

Indivíduos com idade inferior a 16 anos ou superior a 70 anos, com peso inferior a 50 Kg, ou que estejam com hipertensão ou hipotensão arterial no momento da doação, também não podem doar. Além disso, quem estiver com febre no dia da doação não é elegível para doar sangue.

*Quais são os impedimentos temporários?

Impedimentos temporários incluem amamentação (se o parto ocorreu há menos de 12 meses) e ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação. Além disso, o prazo para doação após fazer uma tatuagem ou maquiagem definitiva diminuiu de 12 meses para 6 meses.

*Quais são os impedimentos permanentes?

Doenças hematológicas, cardíacas, renais, pulmonares, hepáticas, autoimunes, diabetes, hipertireoidismo, hanseníase, tuberculose, câncer, sangramentos anormais, convulsões, ou portadores de doenças infecciosas transmissíveis pelo sangue, como Doença de Chagas, Hepatite, AIDS e Sífilis, são considerados impedimentos permanentes para doação de sangue.

*Doar sangue é um processo seguro?

Sim, doar sangue não oferece riscos ao doador, pois nenhum material usado na coleta do sangue é reutilizado, eliminando assim qualquer possibilidade de contaminação, garantindo a segurança do procedimento.

*Qual processo é feito com o sangue doado?

Após a doação, o sangue é processado e passa por uma série de testes antes de ser utilizado em cirurgias e tratamento de doenças, garantindo a segurança e qualidade do produto sanguíneo.

*Em quais épocas o banco de sangue têm mais baixas?

Os bancos de sangue enfrentam baixas nos estoques principalmente durante os meses com quedas de temperaturas, aumentando a incidência de infecções respiratórias, e durante os meses com férias escolares, quando muitas famílias viajam. Por isso, o mês de Junho foi escolhido para reforçar a doação de sangue.

*Qual a importância de reforçar a conscientização e manter as doações nesse período?

É importante reforçar a conscientização e manter as doações durante o período de baixas nos estoques de sangue, como em Junho, pois o sangue coletado é essencial para os atendimentos de urgência, realização de cirurgias de grande porte e tratamento de pessoas com doenças crônicas.

*Posso doar sangue para uma pessoa específica?

Sim, é possível doar sangue para uma pessoa específica. Basta informar o nome do beneficiário e o nome do hospital em que o mesmo está ou esteve internado no momento da doação.

*Qual a importância de contar com doadores voluntários que fazem doação de sangue recorrente?

Contar com doadores voluntários que fazem doação de sangue recorrente é crucial, pois doar sangue é um ato de solidariedade que salva vidas e é essencial para garantir o fornecimento contínuo de sangue e produtos sanguíneos seguros para todos os sistemas de saúde.

*Com que frequência uma pessoa pode doar sangue?

O intervalo para doação de sangue convencional é de 60 dias para homens e 90 dias para mulheres. Recomenda-se que o homem doe até 4 vezes por ano e a mulher até 3 vezes por ano.

*Quais são os cuidados pós doação?

Nas 12 horas após a doação, é recomendado não praticar exercícios físicos e atividades perigosas, como subir em locais altos ou dirigir caminhão, ônibus em rodovias, etc. Também é importante permanecer no Hemocentro após a doação por 15 minutos.

*O que fazer para se tornar um doador de sangue voluntário?

Para se tornar um doador de sangue voluntário, basta procurar as unidades de coleta de sangue, como os hemocentros ou bancos de sangue de sua cidade, e seguir as orientações fornecidas.

Ascom Hemominas Sete Lagoas

Anuncio #1
Anuncio #2
Anuncio #3