O Glaucoma

18/12/20 - 08:39

O que é
 O glaucoma é uma doença que afeta o nervo óptico e quando não tratado, coloca a visão em risco.  É uma doença silenciosa. Uma pessoa com glaucoma pode não ter qualquer sintoma mesmo com a doença já avançada. 

O glaucoma tem como principal fator de risco o aumento da pressão ocular. Quando elevada, a pressão do olho vai lentamente danificando o nervo óptico e provocando a perda da visão. Porém, glaucoma não é sinônimo de pressão ocular, ou seja, há casos da doença mesmo com os níveis normais.
        
 Quem está no grupo de risco?
Pressão ocular elevada
Pessoas com mais de 40 anos
Casos de glaucoma na família 
Afrodescendentes
Miopia elevada
Uso indevido de colírios corticoides
Diabetes mellitus 
 

Colírios corticoides
O uso indiscriminado de colírios corticoides, muitas vezes adquiridos nas farmácias sem receita médica, apresenta sério risco ao glaucoma. Esse tipo de colírio usado por longo tempo, sem acompanhamento médico, pode provocar aumento da pressão ocular e catarata.
 
Também na infância
O glaucoma na infância é chamado de glaucoma congênito. Ocorre por má formação das estruturas oculares. O diagnóstico é feito pelo pediatra ainda na maternidade ou pelo oftalmologista durante o Teste do Olhinho. O recém-nascido apresenta sintomas de lacrimejamento, aversão à luz, aumento do tamanho do globo ocular e perda do brilho natural dos olhos. O glaucoma congênito deve ser operado com urgência. Por isso é fundamental o exame do Teste do olhinho em todos os recém-nascidos nos primeiros dias de vida. 
 
Como tratar
O glaucoma pode ser tratado com colírios, laser, micro-implantes oculares ou outras cirurgias. O objetivo é reduzir a pressão do olho reduzindo a produção do líquido intra-ocular ou aumentar seu escoamento.  O que determina o tratamento é o tipo do glaucoma e o estágio da doença. 

Na maioria das vezes se usa colírios, embora tratamentos à laser (trabeculoplastia seletiva ou SLT) nos casos leves e moderados,  apresentem resultados semelhantes. Quando atingida a pressão ocular desejada, o paciente segue seu acompanhamento com o médico. 
No casos avançados, a cirurgia (trabeculectomia ) é indicada.

É muito importante o diagnóstico precoce. Mesmo nas consultas de rotina, o médico Oftalmologista consegue identificar os casos suspeitos. O glaucoma é uma doença crônica, mas pode ser controlada com o tratamento, impedindo a perda da visão.

imagem

Instagram: @drafernandaoftalmologista