Search
Anuncio #1
Anuncio #2
Anuncio #3

Presidente da ACI Jovem fala sobre projetos, eleições e perspectivas econômicas para SL e região

MATÉRIA PRINCIPAL

Wagner Cardoso Soares tem 31 anos e vê ótimas oportunidades para explorar e desenvolver as atrações turísticas da cidade e região

O presidente da Associação Comercial e Industrial (ACI) Jovem, de Sete Lagoas, Wagner Cardoso Soares é um jovem empreendedor de 31 anos, natural de Arcos (MG). Filho de Valter e Lenir, Wagner é casado com Bárbara Sousa, com quem compartilha sua vida em Sete Lagoas há oito anos. Com uma sólida formação acadêmica, ele é mestre em Engenharia Elétrica e possui um MBA em Gestão de Negócios.

Há cinco anos, Wagner abriu uma escola de idiomas em Sete Lagoas, Fisk, onde vem aplicando seus conhecimentos e habilidades em gestão e inovação para proporcionar um ensino de qualidade. Seu comprometimento com o desenvolvimento pessoal e profissional reflete-se em suas ações à frente da ACI Jovem, onde busca inspirar e apoiar outros jovens empreendedores na cidade e região.

No dia 23 de junho a sua diretoria completou dois meses no comando. Quais as ações, você considera as mais importantes?

Nosso foco principal tem sido a implementação de projetos de melhoria de hábitos para jovens empreendedores, como leitura e esportes. Além disso, realizamos palestras e treinamentos e lançamos um projeto de mentoria com líderes experientes da ACI. Essas iniciativas visam fortalecer a base dos novos empreendedores e oferecer-lhes as ferramentas necessárias para crescerem.

Para você, qual deve ser o principal papel de uma entidade como a ACI Jovem, e outras do gênero, em Sete Lagoas e no Brasil?

A ACI Jovem e entidades semelhantes devem se concentrar no desenvolvimento de lideranças empresariais fortes e de longo prazo, que possam gerar empregos e fortalecer a economia local. Nossa missão é preparar a próxima geração de líderes empresariais, promovendo uma cultura de inovação e sustentabilidade.

Qual a diferença entre a atuação da ACI Jovem e a matriz, ACI/SL, presidida pela Valéria Reis?

Nosso grupo é composto por associados da ACI com até 40 anos que desejam participar ativamente. Realizamos reuniões mensais e diversas outras reuniões para discutir projetos em andamento, além de duas reuniões mensais da diretoria. Estamos em fase inicial e muitas definições ainda estão sendo estabelecidas.

Há muitos jovens empreendedores na cidade e região?

Com certeza. Embora não tenha um número exato, posso afirmar que há muitos jovens empreendedores na cidade e região, todos com grande potencial para crescer e contribuir para a economia local.

Quais são as vantagens para um jovem empreendedor se associar à ACI Jovem?

Os benefícios incluem um networking de qualidade, desenvolvimento pessoal, como oratória, visibilidade, apoio, e muito mais. Nosso grupo é focado no crescimento do jovem empreendedor em todos os aspectos, oferecendo um ambiente propício para troca de experiências e aprendizado contínuo.

Como você enxerga a economia regional em relação ao estado e ao país?

Sete Lagoas se destaca entre os maiores PIBs do estado, está próxima da capital e é uma rota importante para mercadorias. A população é trabalhadora e comprometida, o que me deixa muito feliz por estar nesta cidade que me acolheu tão bem.

Você acha que o município, o estado e a união desenvolvem ações que incentivam o empreendedorismo?

Sim, acredito que há iniciativas de incentivo ao empreendedorismo. No entanto, acredito ainda mais que empreender é uma decisão pessoal e que quem toma essa decisão não pode depender exclusivamente de iniciativas públicas para o desenvolvimento do seu negócio.

Estamos prestes a começar uma campanha eleitoral municipal. Você ou a sua diretoria vão se posicionar a favor de algum candidato a vereador e prefeito?

Esse assunto não faz parte da nossa pauta. Estamos focados em nossos projetos e no desenvolvimento do jovem empreendedor de Sete Lagoas e região.

O que você sugere que os candidatos a vereador e prefeito incluam em suas plataformas eleitorais visando fomentar a economia local?

Acredito que Sete Lagoas tem potencial para atrair mais turistas e gerar mais riquezas nesse segmento. É importante que os candidatos foquem em estratégias para desenvolver o turismo e explorar as riquezas naturais e culturais da cidade.

Em quais ramos de atividade você enxerga boas oportunidades de negócios em Sete Lagoas e região?

Vejo um grande potencial no setor de turismo. Embora não atue diretamente nesse segmento como empreendedor, percebo como consumidor que há muitas oportunidades para explorar e desenvolver as atrações turísticas da cidade e região.

Anuncio #1
Anuncio #2
Anuncio #3