Search
Anuncio #1
Anuncio #2
Anuncio #3

Sebrae Delas participa da construção de documento que será entregue ao G20 

Evento realizado na sede do Sebrae Minas, em Belo Horizonte, contou com a presença de autoridades para discutir o empreendedorismo feminino no estado

Analista do Sebrae Minas Michelle Chalub. Foto: Aline Reis

Na última terça-feira (25/6), mulheres de diversos setores da sociedade civil se reuniram na sede do Sebrae Minas, em Belo Horizonte, para o Diálogo Minas Gerais – W20 Brasil, com o tema “Empreendedorismo e inclusão no G20: Políticas públicas e privadas para não deixar nenhuma mulher para trás”. O evento buscou discutir ações que vão afetar a vida de todos os cidadãos, sobretudo das mulheres, uma vez que apresenta recomendações e políticas públicas em prol do empoderamento econômico feminino.

As discussões realizadas durante o encontro serão somadas às demais contribuições coletadas ao longo de 2024, que buscam identificar e fomentar boas práticas que estimulam o empreendedorismo feminino, desenvolvidas por órgãos governamentais, empresas e organizações da sociedade civil. As propostas alinhadas com as delegadas internacionais do W20 integrarão o Communiqué, documento que será entregue à presidência do G20 durante a Cúpula Internacional do W20 Brasil, no início de outubro deste ano.

Cerca de 100 mulheres participaram do encontro, na Sede do Sebrae Minas. Foto: Felipe Repolês

O evento foi organizado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social de Minas Gerais (Sedese-MG), por meio da Subsecretaria de Políticas dos Direitos das Mulheres (SubPDM), e coorganização do Sebrae Minas, por meio do programa Sebrae Delas. A ação também contou com o Women 20 Brasil (W20 Brasil) – grupo de engajamento do G20 Social focado na promoção da equidade de gênero e o empoderamento econômico das mulheres.

Entre as participantes dos paineis, estavam a Colíder da Delegação W20 Brasil, Janaína Gama, a Secretária de Estado de Desenvolvimento Social, Alê Portela, a Presidente da CUFA Minas, Marciele Delduque, e a Subsecretária de Política dos Direitos das Mulheres, Soraya Romina.

Presidente Marcelo de Souza e Silva durante o encontro Diálogo Minas Gerais – W20 Brasil. Foto: Felipe Repolês

Para o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae Minas, Marcelo de Souza e Silva, participar deste 7º diálogo em Minas Gerais é um privilégio. “Debater o empreendedorismo feminino dentro do contexto do G20 é muito necessário. No Sebrae, acompanhamos de perto o desempenho das mulheres nos negócios. E com o objetivo de torná-las mais competitivas, lançamos, em 2019, o Sebrae Delas. Desde então, mais de 12 mil mulheres de todo o país passaram pelo programa. Acreditamos que o empreendedorismo feminino é uma ferramenta poderosa de inclusão socioeconômica, e estamos comprometidos em criar um ambiente propício ao desenvolvimento dos negócios liderados por mulheres”, afirma.

Sobre o Sebrae Delas

Durante o evento, em um painel destinado ao debate sobre a atuação do setor privado para potencializar o empreendedorismo feminino, a analista do Sebrae Minas Michelle Chalub explicou que o Sebrae Delas nasceu com o objetivo de capacitar, inspirar e conectar mulheres, possibilitando o fomento do empreendedorismo feminino. “Empreender é desafiador para todos, mas para as mulheres é mais complexo em função de toda a carga histórica e cultural, além das barreiras de crenças limitantes. Por isso, esse programa abrange as mulheres empreendedoras em diversos estágios do negócio”, explica.

Chalub apresentou os quatro pilares do Delas: inteligência; articulação e fomento a redes empreendedoras; sensibilização e capacitação; e destacou alguns projetos desenvolvidos. O “Marianas” – primeiro a ser atendido; as trilhas e eventos de capacitações, como o Conselho Estadual da Mulher Empreendedora – ACMinas; o “Conexão Delas” em parceria com a Fecomério MG; o “Mães Empreendedoras”, junto com o Portal Mommys e Compre de Uma Mulher; o Encontro Mineiro das Mulheres com Deficiência; a Jornada das Mulheres Migrantes e Refugiadas com a OIM; o “Viva Por Elas”; e o Projeto “Ully”.

A analista do Sebrae Minas ainda destacou outras ações em parceria com outros projetos da própria entidade, como o Elas na Gastronomia, em parceria com o programa Prepara Gastronomia; o Elas Festival e Mulheres na Produção, com setores da Economia Criativa; e a Jornada Empreendedora, com as migrantes. Além disso, na plataforma do Sebrae Play, existe uma coleção especial do Sebrae Delas, com conteúdos diversos e gratuitos para as empreendedoras que desejam informações. “Temos embaixadoras nas nove regionais do Sebrae em Minas Gerais atuando no projeto, e ficamos satisfeitas com as oportunidades que temos para falar sobre o programa, e fazer essa rede crescer cada dia mais”, destaca.

Para conhecer mais, acesse @sebraedelas.minas.

Anuncio #1
Anuncio #2
Anuncio #3